Segunda Clínica Lacaniana

Coordenação: Lisiane Fachinetto

Freud inventou uma clínica específica, a clínica psicanalítica. A partir de seus atendimentos das pacientes histéricas, Freud elabora uma nova concepção das formações dos sintomas, uma nova representação do psiquismo e um tratamento pela palavra. Nascia uma epistemologia, um método e uma técnica próprios para tratar o sofrimento psíquico.

Jacques Lacan, psicanalista francês, a partir de seu retorno a Freud propõe encontrar respostas clínicas para os sofrimentos de seu tempo. No seu percurso, é possível distinguir duas clínicas: a primeira, conhecida como a Clínica do Simbólico, a qual corresponde aos  vinte anos iniciais de seu ensino; a segunda, denominada de Clínica do Real, elaborada nos últimos dez anos de ensino de Lacan.

O presente curso tem como objetivo apresentar alguns conceitos que estruturam o corpo teórico da psicanálise enquanto essenciais à prática clínica. Pretende-se que este estudo possa ser articulado à prática. É destinado a todos os que se interessam por estas discussões e também àqueles aos quais a prática clínica psicanalítica e seus pressupostos teóricos suscitam interrogações. O curso será realizado em quatro módulos, em quatro semestres: dois módulos dedicado a Freud, os outros dois a Jacques Lacan.

O módulo IV propõe apresentar o pensamento de Jacques Lacan, os pressupostos teóricos que embasam a chamada Segunda Clínica.

Cronograma

Da clínica do significante à clínica do gozo.  Do sujeito do inconsciente ao sujeito falasser.

 LACAN, J. (1972/1973) O Seminário. Livro 20. Mais, Ainda. Rio de Janeiro: Zahar,2008. Cap VIII

Da noção do mito freudiano do Édipo a ideia do operador estrutural. Da base mítica para a base lógica. O pai no mais além do Édipo aponta para a impossibilidade.

LACAN, Jacques. O seminário. Livro 17: o avesso da psicanálise (1969-70). Trad. Ari Roitman. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1992. (cap. VI,VII, VIII e IX).

Um mais de gozar. As relações da linguagem com o corpo.

LACAN, J. (1968/1969) O Seminário. Livro 16. De um Outro ao outro. Rio de Janeiro: Zahar,2008. Cap XXIII.

LACAN, J. (1972/1973) O Seminário. Livro 20. Mais, Ainda. Rio de Janeiro: Zahar,2008. Cap I.

O mundo globalizado e as mudanças nas relações sociais. Para além do sintoma cifrado. Busca de uma satisfação que não passa pelo Outro.

MILLER, J ; LAURENT, E. El Otro que no existe y sus comités de ética. Buenos Aires: Paidós, 2005.

Do sintoma ao sinthoma. O inconsciente não é passível de uma interpretação. Topologia borromeana.

LACAN, J. (1975/1976) O Seminário. Livro 23. O Sinthoma. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2007.

Para além da interpretação. Manejo clínico. Os conceitos como operadores.

FORBES, J.; RIOLFI, C. Psicanálise: a clínica do real. 1. Ed. Barueri/SP: Manole, 2014.Parte 2.

MILLER, J. A interpretação pelo avesso. Opção lacaniana, nº15, 1996, p. 96-99

A clínica do sentido a menos. Fazer a análise é quebrar o paradigma da pessoa, novas respostas, sem garantias. Uma análise é ética, não moral. Entusiasmo ao invés de uma “qualidade de vida”. Invenção responsável.

FORBES, J.; RIOLFI, C. Psicanálise: a clínica do real. 1. Ed. Barueri/SP: Manole, 2014.Parte 4.

R$897
R$ 749
até 12x
  • Oferta válida por tempo limitado

INSCRIÇÃO

OFERTA VÁLIDA POR TEMPO LIMITADO